FIM DOS TEMPOS!


Qual é a última coisa que esperamos em qualquer tipo de relacionamento? O seu fim; não é verdade? Por isso é tão difícil entender o cristianismo. Por que o cristianismo seria, ou pelo menos a maioria das vezes é se anunciado assim, como uma relação que já se tem decretado o seu fim, alias, ao que se parece espera-se por ele.
Este elemento apocalíptico está presente desde o antigo testamento, isto fica claro se observarmos os profetas e os salmos que trazem uma mensagem acerca do “DIA DO SENHOR”, que é a intervenção de Deus na história humana para libertar Israel dos seus inimigos e estabelecer uma era de justiça e paz. O próprio Jesus manteve esta ênfase ao fazer da vinda iminente do reino de Deus a sua mensagem principal. Os apóstolos preservaram está convicção. Segundo eles o reino de Deus está presente, mais ainda não alcançou sua plenitude.
E essa permanente tensão tem feito com que os cristãos, a cada geração se preocupem com maior ou menos intensidade, com as questões referentes ao fim dos tempos.
Se analisarmos bem os evangelhos veremos que os seus próprios escritores tiveram dificuldade de assimilar este tema. No evangelho de Marcos capitulo 13 a impressão que o autor nos passa é que o “fim” viria com a destruição do templo, porém quando Mateus vai escrever o seu evangelho por volta do ano 70 a 80 d.C. o templo já tinha sido destruído e fim não havia chegado então ele dá um novo ressignificado a este fato dando a ênfase que o fim dos tempos viria quando ouvíssemos falar de rumores de guerras, de nação contra nação, quando houvesse fome, pestes e terremotos.
Da época que o evangelho foi escrito pra cá já ocorreram centenas de guerras duas só mundiais, dezenas de vírus diagnosticados, e mais um novo este mês o H1N1 a gripe suína, fome e terremotos são as manchetes dos jornais diários e o fim ainda não veio. Devo confessar que certos textos da bíblia me causam questionamentos sobre o fim vou citar um “Eis que estou convosco até a consumação dos séculos” (Mateus 28:20). Ora, Cristo está realmente conosco ou devemos esperá-lo num futuro escatológico?
O problema é que ficar esperando a vinda de Jesus no fim dos tempos pode ter se tornado uma distração que nos impede a relação com ele, aqui e agora!

“... varões galileus porque estais olhando para o céu?” As palavras daquele homem na ascensão de Cristo me desafiam a viver o hoje, e acredito que é isso que a palavra “fim” precisa causar dentro de nos. O próprio Pedro disse isso I Pedro 4:7-9 “O fim de todas as coisas está próximo. Por isso, sejam criteriosos e estejam alertas; dediquem-se à oração. Sobretudo, amem-se sinceramente uns aos outros, porque o amor perdoa muitíssimos pecados. Sejam hospitaleiros uns com os outros, sem reclamação”.
A certeza de que haverá um fim precisa causar dentro de nos questionamentos sobre como estamos vivendo o agora! Existe uma música do Paulinho Moska cantada pelo Lenine que diz exatamente isto, faço delas minhas palavras.
Meu amor, O que você faria. Se só te restasse um dia? Se o mundo fosse acabar me diz o que você faria?
Ia manter sua agenda, de almoço, hora, apatia? Ou esperar os seus amigos, na sua sala vazia.
Meu amor, o que você faria. Se só te restasse um dia? Se o mundo fosse acabar me diz o que você faria? Corria pr'um shooping Center, ou para uma academia?
Prá se esquecer que não dá tempo, o TEMPO que já se perdia...”


Por Leonardo Pessoa

2 comentários:

Mistérios, Magias ou Milagres. 4 de novembro de 2009 16:18  

esta é umas da questões mais polemicas em quaisquer das religiões. Portanto, minhas crenças são: O Espirito Imortal que vive em nós tudo revela e Deus a essência mais pura que habita em nosso interior pode ver tudo através das nossas janelas visuais e sentir através dos nossos sentimentos; esta presente na sensibilidade de Amor com suas fontes superiores. Amei seu blog. Se você permitir gostaria de segui-lo. Parabens abraços Heudes

Leonardo Pessoa 30 de abril de 2010 08:54  

Muito obrigado pelo comnetário