Milagre de Merda!



Não é de hoje que os evangélicos usam meios de comunicação para anunciar a “sua mensagem”, primeiro pelos folhetins, depois pelo rádio, TV e agora pela internet.

E o milagre hoje é o convite que os evangélicos usam. Ele tem sido a opção usada pela maioria dos evangélicos para resolver os problemas e as dificuldades da vida, no topo desses problemas e dificuldades estão doenças e dinheiro.

Todos meios de comunicação, hoje até as redes sociais, estão cheios de pastores, missionários, bispos e apóstolos prometendo esses milagres.

Tm 2.5 diz: "... há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem". Isso que dizer ninguém tem privilégio diante de Deus, todos nós temos acesso a ele. Você não precisa de nenhum representante diante de Deus, seja este pastor missionário, bispo ou apóstolo. Todos têm acesso total a Deus, não há necessidade que ninguém interceda por nós para nada, até mesmo se for para o pedido de um milagre.

Outra coisa, MILAGRE é um fato dito extraordinário que não possui uma explicação científica. Ordinário é algo comum, frequente; que ocorre a cada instante; que se vê muitas vezes. Extraordinário é o contrário.

Hoje o que se vê é a banalização, “milagre” a granel. E se pensarmos um pouco e investigarmos os relatos a fundo veremos que 95% destes "milagres" têm uma explicação lógica/cientifica.

O que me incomoda é essa necessidade, de clamar por milagre para coisas fúteis, como pedir a Deus para ir ao banheiro defecar. É mais fácil um milagre de porta de emprego do que voltar a estudar e atualizar meu currículo, ou como no vídeo pedir para Deus uma bela cagada do que ir ao médico resolver seu problema crônico no intestino por preguiça.   
  
Graças a Deus nossa constituição acolhe a todos ao admitir a liberdade religiosa. O Brasil é um país laico. Isso significa que, se a senhora do vídeo quiser acreditar que o travesseiro ungido libertou seu intestino, é um direito dela. 

Da mesma forma que outros acreditam que João Paulo II é santo, ou que o Valdomiro Santiago, Edir Macedo, R.R Soares ou Silas Malafaia falam em nome de Deus.  Fazer o que?


Por Leonardo Pessoa

5 comentários:

Veritatis 25 de junho de 2011 20:44  

Parabéns pelo Blog....é dificil as pessoas darem a cara pra bater nesses assuntos...e é tão bom correr atras da VERDADE. Afinal, ela é que nos liberta. Abraço Lio. Te mandei um email com uns textos...att. J.Paulo

Anônimo 29 de julho de 2011 09:48  

É Deus quem faz esses milagres, se seu deus não é poderoso pra fazer isso paciência.
Mas não brinque com isso. Deus é fogo consumidor

Mateus 5 de agosto de 2011 22:45  

Parabens,
Belo texto.

Hermínia Nadais 6 de novembro de 2011 16:47  

Muita reflexão junta... com um pouco de controvérsia... que muitas vezes também é precisa para procurarmos chegar a conclusões contundentes!
Gosto muito de vir aqui!

Janice Adja 17 de fevereiro de 2012 07:23  

Quando se fala em Deus eu me calo.
Pouco sei sobre Deus. Cada igreja defende um Deus diferente. Com direitos e deveres semelhantes.
Acho que esses Deuses não existe.
O que vale é: faça sua parte, seja usuário da boa conciência, procure ser certo, não matar e nem roubar.
Hoje os valores estão modificados.
Beijos.